02/03/2020 às 09h14min - Atualizada em 02/03/2020 às 09h14min

Verdão empata com o Figueirense

Márcio Cunha - ACF

Chapecoense e Figueirense ontem foi um show de horrores por parte das duas equipes. Se teve alguém que mereceu elogios foi a bola, como disse nosso amigo Sérgio Badá. Mas vamos falar da Chapecoense, o Figueira é problema da torcida deles.

A Chapecoense entrou em campo ontem em busca de reabilitação no Campeonato Catarinense, e se tivesse vencido o jogo, teríamos dormido fora do Z2. A torcida criou esperanças que com a vitória contra o Boavista no Rio de Janeiro o time teria uma nova postura dali em diante, mas ficou evidente que foi um jogo em exceção. Depois veio o jogo contra o São José/RS que até vimos que o gramado não dava boas condições de jogo, mas ontem o campo estava em plenas condições de uso e o futebol foi pior que várzea. Será que a maresia das praias de Floripa atrapalharam? A partida terminou em 0 a 0. 

Renato perdeu um gol cara a cara com o goleiro, conseguiu a proeza de dar uma “bicuda” acima do gol. Esse que está a mais de 400 dias sem marcar um gol, e veio em 2019 como solução para ala direita da Chape, após boa temporada no Avaí, não consegue fazer a mesma coisa na Chape e isso que foi testando em várias funções.

As laterais novamente foram mal. Marcos Vinícius que havia sido afastado do elenco rebaixado do Criciúma em 2019, é titular absoluto. Ezequiel veio para que?

O capitão Alan Ruschel que não sabe cruzar, não sabe chutar, não sabe bater falta, ontem na entrevista pós-jogo disse que os jovens têm que entender o que é a Chapecoense. Será mesmo Alan?

João Ricardo fazendo cera como sempre e o time precisando ganhar. Elias realmente não merece uma sequência?

Vini Locatelli que vem mantendo regularidade, mas ontem não foi bem. Foguinho também esteve abaixo. Mas são dois jogadores que sempre tentam algo diferente, vão pra cima dos adversários.

Tharlis que entrou no lugar de Joílson ainda na primeira etapa, deu conta do recado.

A direção de futebol da Chapecoense deve anunciar essa semana o reforço de um atacante, vindo do futebol paranaense. Para Série B, novos jogadores devem chegar e outros devem deixar o clube.

Agora o Verdão tem uma semana livre para treinar e se preparar para o jogo contra o Joinville, no próximo domingo (08) na Arena Condá em Chapecó. A vitória é OBRIGAÇÃO. Nenhum outro resultado será aceito pela torcida.

Hoje às 20:15 h tem a live no "Resenha da Chape" na página Paixão Chapecoense no Facebook. Acompanhe! 

Vamos Chape!!!!

 

 

 

Link
Patrick Ferrari

Patrick Ferrari

Patrick Ferrari, 31 anos, pai da Heloísa, casado, amante do futebol raiz e azia nas horas vagas e traz a visão das arquibancadas

Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco pelo Whatsapp
Atendimento
Conte-nos o que está acontecendo! Fale conosco pelo Whatsapp