22/09/2020 às 20h43min - Atualizada em 22/09/2020 às 20h43min

Justiça Eleitoral determina retirada imediata de Fake News em redes sociais

​Pré candidato João Rodrigues tem liminar deferida em razão de fake News, o Facebook tem 72 horas para o cumprimento da determinação

Rodrigo André Pompermayer
A Justiça Eleitoral concedeu liminar pleiteada pelo pré candidato à prefeitura de Chapecó (SC) , João Rodrigues, na tarde desta terça-feira (22) que determinou a exclusão de um vídeo montagem produzido anteriormente e veiculada atualmente em um perfil do Facebook. Segundo a assessoria jurídica, distorceram fatos com o intuito de prejudicar o pré candidato nas eleições de 2020.


O vídeo foi captado durante a gravação de programa eleitoral para o pleito de 2004 quando João Rodrigues juntamente com o candidato a vice prefeito Elio Cella, conversavam para descontrair no intervalo das gravações do programa eleitoral, e o tom da conversa foi de ironia e brincadeira. As imagens foram captadas por um funcionário da produtora contratada e o candidato José Fritsch que concorreu pelo Partido dos Trabalhadores – PT, ambos foram condenados a pagar indenização a importância de R$80 mil para a reparação de danos morais. As imagens foram utilizadas em programa eleitoral do candidato PT em 2008.

A ação que resultou no deferimento da liminar além de determinar a exclusão do vídeo,o Facebook tem 72 horas para cumprir a determinação judicial e ainda determinou o informe do IP (Internet Protocol) e os dados de quem fez as publicações e compartilhouas tais fake news, que deverão compor as ações criminais e indenizatórias na justiça.

A reportagem do Factus News conversou com exclusividade com o pré candidato João rodrigues que disse: “Agiremos para que o rigor da lei seja cumprido e os responsáveis pelas fake news sejam penalizados”.












Oferecimento:
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale Conosco pelo Whatsapp
Atendimento
Conte-nos o que está acontecendo! Fale conosco pelo Whatsapp